Ballgowns – 60 anos da Moda Britânica Noturna

Exposição em Londres Traz Vestidos de Gala e Designers Renomados até Janeiro de 2013

Image

Após uma longa reforma o museu Victoria & Albert Museum – “V&A”, em Londres, reabre as portas de sua galeria de moda e exibe os melhores vestidos de gala usados nos tapetes vermelhos, passarelas e festas luxuosas de 1950até os dias de hoje, “tanto para os historiadores de moda, estudantes, e aqueles que cuidam de sonhar, esta é uma importante exposição”, afirma Paul Tierney, jornalista e professor de moda na Universidade de Moda de Londres (London College of Fashion).

Image

Foto: David Hughes

Exibida em dois andares, “Ballgowns” mostra o que há de melhor quando o assunto for o requinte dos vestidos de baile, das cores favoritas daquela época, estilos de silhuetas que foram marcantes e continuam no pilar da moda britânica, tudo feito sob medida para várias celebridades como a Rainha Elizabeth Mãe, Princesa Daiana, Sandra Bullock, alguns desenhados por Catherine Walker, Zandra Rhodes e o lendário Victor Stiebel.

Image

O segundo andar da exposição

O designer queridinho das celebridades GarethPugh, criou um vestido de couro metalizado especialmente para a exposição, Tamara Ralph e Michael Russo da marca Ralph & Russo, recriaram o vestido coberto por cristais usado pela cantora Beyoncé. Outro ponto forte é o “The EvilDress”, desenhado por Catherine Walker que vestiu a Princesa Diana em outra ocasião.

Image

à esquerda “The Evil Dress” por Catherine Walker, à direta “Ralph & Russo”

Com uma arquitetura e iluminação bem projetada que dão a impressão de estar em um dos bailes de gala, nas festas reais, e passarelas, Ballgownsconvida o visitante a entrar no mundo do glamour britânico e observar a evolução do design desde 1950 a 2012, “a exposiçãoretrata uma época em que o importante, era usar o vestido e não deixar o vestido usar você como acontece nos dias de hoje”, comenta Paul.

Quando o assunto é suntuosidade, existe uma forte relação de tradição britânica que se estabilizou desde os antigos estilistas como HardyAmies, Vivienne Westwood, Hussein Chalayan e tem sido mantido nos atuais Alexandre McQueen e Jonathan Saunders, criar peças exclusivas com tecidos luxuosos, moldes únicos e garantem o “vestir para impressionar”, – a exposição no V&A é de tirar o fôlego.

Ballgowns – British Glamour Since 1950.

V&A – Victoria & Albert Museum
Onde: Cromwell Road London SW7 2RL (próximo à estação South Kensington)
Até 06 de Janeiro 2013.
Horário: diariamente (segunda a quinta) das 10:00 às 17:45 – (sexta-feira) 22:00h

Entrada: 10 £ libras (R$ 32.00 – cotação do dia) / 7 £ libras: idoso/estudantes e 12 a 17 anos) (R$
22.85 – cotação do dia).

Advertisements

Couro é a próxima investida para o inverno

De Paris Fashion Week à São Paulo Fashion Week, todas usaram couro, no look completo até saias, jaquetas e sapatos. Há controvérsia de quem opina que, o couro, será a matéria prima mais utilizada na próxima estação – seja no Brasil ou em Tóquio. O comando principal é misturar couro com aquelas peças que estão criando poeira no guarda-roupas. Um dos looks que mais me chamou atenção, por ser meio street, despojado e alegre foi o da marca Frankie Morello, que soube misturar a típica camisa de futebol Americano, com couro e gorro para proteger-se do frio. Muito bem sacado!

Os comprimentos também são diversos, do mais longo ao mais curto, não importa qual será a escolha para criar o look, mas tente sair da mesmice, e brinque, moda também é diversão.

Balenciaga, Gareth Pugh, Frankie Morello, Mugler e Balenciaga. Não importa qual é aposta, dos pés à cabeça, o couro vai grudar.

Deixo como dica, algumas peças básicas que vão entrar no seu guarda-r0upas na próxima estação. Aposte em mini e máximo.

Foto: polyvore

Camel + Listrado para o Inverno

Olha, não curto muito ficar falando, “Isso é tendência, isso é cool, isso é it”…meu saco já deu para isso! Tudo com cara de verano, mas que dá para brincar no inverno.

Apostas.

Mas, é claro que, tenho algumas apostas para o inverno. Seja na cor, na textura ou na forma.

Principais: O Azul, todos os tipos, use e abuse.

Do meio: O Listrados. Listras sempre ajudam na hora de compor o look, só não deixe ficar MUITO NAVY.

Do lado: O Camel, essa cor apareceu muito no verão passado (2011) e inverno (pouco), mas pode continuar mantendo do lado de fora do guarda-roupas, vale a pena.

De baixo: As sapatilhas e as plataformas anabela vão ajudar na composição.

Do meio: Cintos médios, nem tão finos nem tão grandes. Acerte no seu biotipo.

De textura: Lã, couro, cotelê, veludo. Tudo vai, só basta misturar e se jogar!

Das mãos: Acessórios quadrados. Tudo quadrado, geométrico!

É isso!

Au revoir

Segunda marca de Alexandre Mcqueen é apresentada em Londres

Segunda marca de Alexandre Mcqueen sobe à passarela levando couro, lã, alfaiataria com acabamento impecável, cintura ladylike, estampas em alto relevo e militarismo.

Sob o comando de Sarah Burton, a marca jovial McQ, não deixou de lado a sua real forma performática, mas exibiu looks bem casuais, que vão da passarela direto para as ruas. A cartela de cores é bem pesada, verde musgo, marrom, café, preto, verde oliva, cinza e uma única peça na cor branco. Será que os anos 40 e o militarismo de McQ pega nas ruas? Esse desfile sem sombra de dúvidas me lembrou o filme de Quentin Tarantino, “Bastardos Inglórios”.

Confira o desfile em fotos e vídeos.

Fotos: internet

 

Fotos: internet

Diesel leva street na medida à passarela

Se o street wear fosse desfilado aqui no Brasil, juro, queria estar em umas das fileiras para babar e aproveitar cada segundo. A grife Diesel, desfilou a sua linha especial “Black Gold”, na semana de moda de Nova York, a NYFW.  Perfeito para combinar com qualquer amante do street wear, a grife apostou em couro, animal print, tricots, sobreposições, saias cropped(super em alta) tanto no verão ou inverno, e mais que óbvio o jeans, carro-chefe da marca. As cores foram bem opacas, muito marrom, verde militar, preto, branco, dust azul royal e vários tons de cinza como, chumbo, destroyed e escuro.

Sou um fã assumido do street wear. Quem me conhece sabe, que visto muito jeans, shorts, xadrez e sobreposições, mas me deparei com uma moda, um tanto quanto bem pensada, tanto nas lavagens como a alfaiataria em jeans. Além é claro das bolsas que tinham tachinhas, para os pés botinhas em couro, plástico, polainas em lã fria e sapatilhas, que remetiam os anos 40; pelas tiras e modelos arredondados. Será que a combinação do vintage mais franja da Diesel vai voltar com tudo no inverno 2013?

Fotos: internet

 

Fotos: internet

 

Fotos: internet

Ficou com vontade? Veja o desfile:

Minha Avó Tinha!

Pessoal, tudo bem?

Muito tempo sem vir aqui, mas quero adiantar que andei bem ocupado nesses últimos meses, aliás, desde o Rock in Rio.

Eu mudei de emprego, mudei de vida. Melhorei e progredi.

Por enquanto não estarei fazendo nenhuma atualização aqui no blog, pois estou trabalhando (loucamente), no Brechó Minha Avó Tinha!

Eu sou como um editor-chefe, editor, colaborador, jornalista, enfim, quase um faz-tudo do blog e da loja! Quem não conhece, por favor vá fazer uma visita. É super bacana e dá para garimpar muito!

Então, já sabem, quem quiser seguir, fique à vontade.

http://minhavotinha.com

Beijos e até a próxima!

Rafa.

Color fucking block!

Tá, eu sei que disse no texto da GQ que não ia suportar falar do maldito color blocking, mas é impossível ver um clip desses e não lembrar dessa tendência que, Miss Madonna botou para acontecer na “Sticky & Sweet Tour” em 2009 na música Music (confira!)

Além disso, basta olhar os trabalhos do Keith Haring para notar que esse tal “color block” já existe há muito tempo! Que Yves Saint Laurent já usou e o povo tá fazendo um remake ridículo!

A banda Metronomy é inglesa e fez um clipe bem a là Color Block ou Color Blocking como preferir. O som é gostoso de se ouvir, e lembra um chill out, conversar paralelas, bonsdrink e muitos amigos ao redor fazendo dancinhas descoordenadas!

O clipe serve como inspiração para aqueles que não saem das cores primárias. Para quem não sabe, as cores são: azul, amarelo e vermelho. Tá?

O color blocking é uma armadilha para as mulheres mais cheinhas, pois além de chamar atenção para as áreas do corpo que elas temem em mostrar, as cores separadas por blocos achatam MUITO. Dizem que o color blocking pode ser usado apenas por mulheres magras, eu discordo, se souber combinar as cores de um modo que elas fiquem em harmonia dá super certo. Reparem que a integrante da banda tem um quadril super largo e para onde você olha primeiro ? A blusa amarela! Ela fez o truque, “sobe” no olhar..Também fiquei sabendo que a próxima capa da revista UMA é a Fluvia Lacerda, a modelo super size mais cobiçada do momento!

Dicas para o color blocking:

Para que o seu color blocking fique bacana, dê uma busca no google sobre quais são as cores primárias, secundárias, cores frias e quentes. É fácil e às vezes muito divertido.

– Se você é baixinha, procure usar as cores mais fortes na parte de cima, elevando a atenção para cima, nada de botar um vermelho sangue ou laranja na parte de baixa, pois, se você colocar um azul marinho, imagine qual é a cor que vai mais se destacar..

– Se você está acima do peso olhe no espelho e veja qual é a parte mais marcante do seu corpo, viu? Nessa área você deverá apostar em uma cor que não evidencie tanto a área como, o verde militar, chocolate, vermelho queimado e amarelo mostarda. Na área onde você quer valorizar aposte em uma cor bem forte e marcante, vermelho cereja, azul celeste, azul coral, azul turquesa, verde bandeira, laranja e etc. P.S: evite usar cores marcantes no local que você não quer deixar marcado. Não é necessário seguir essa risca, mas experimente as peças em diversas cores e veja se adapta melhor para o seu corpo, sempre lembrando das cores, ok?

– Se você é alta que tal misturar e brincar? Monte um look color candy colors. Que tal? Já que pode misturar tudo, aproveite e se jogue no mar de arco-íris.

– Dá para montar um look todo branco, off-white e brincar com o color blocking nos acessórios? Sim, dá! Se o seu quadril for grande, opte por bolsas carteiras(as famosas clutch), cintos mais finos que não evidenciem o seu quadril e nem marquem. Brincos também entram na dança e podem ser grandes aliados.

Vale muito ressaltar que, as candy colors diminuem o tamanho do quadril se souber  brincar muito bem, além disso um look monocromático SEMPRE, SIM, SEMPRE aumenta qualquer pessoa.

Fiz uns looks para ver se rola apostar. Tentei mostrar vários tipos de mulheres, na alfaiataria, no esporte, na balada, no trabalho, no happy-hour e etc..

Au revoir e um ótimo sábado!

Verão 2012!

Hello Hello!

Eu prometi não largar tudo e voltar! Certo?

Eu tenho andado muito pelas lojas da Renner. A coleção de verão já está dando as caras. Muito color blocking, muitas listras, estampas e muita feminilidade. Até as lindíssimas camisetas dos Smurfs já apareceram e podem ser combinadas com vários looks como eu mostrei no post.

O ar vintage do inverno despede-se para dar lugar a um verão vibrante e cheio de possibilidades. A cada temporada, a Renner traz as tendências da moda para desenvolver sua coleção, seguindo o conceito de estilos de vida.

E para o Verão Renner 2012 as marcas exclusivas fizeram uma leitura dos key itens da estação, adaptados ao clima, às cores e às preferências das diversas regiões brasileiras. Afinal, hoje a Renner é uma empresa presente de Norte a Sul do país.

A estação chega com muitas cores.  O visual colorido vem em looks ousados no melhor estilo color block com listras largas, em produções casuais e até mesmo sofisticadas. Para propostas mais minimalistas, o branco total está em alta tanto para ir ao trabalho (em ternos completos) quanto para a praia (com vestidinhos longos em algodão com detalhes de broderie). Os looks sólidos em azul Klein, laranja, vermelho e verde esmeralda dão o tom alegre que  a estação pede.

A feminilidade vem com os vestidos fresquinhos confeccionados em algodão, nas batas ciganinhas e em modelos tomara-que-caia. Referências da década de 70 ora revivem as calças flare que pedem as vertiginosas plataformas e as bolsas com franjas, ora trazem o clima disco com estampas de gravataria em vestidos longos e acessórios metalizados.

Tá, mas o que não pode falar no guarda-roupa delas?

– listras;
– color block: looks que misturam laranja, coral, azul Klein, verde esmeralda, vermelho e pink;
– look branco total;
– calça flare;
– vestido longo;
– saia longa e fluida;
– bata ciganinha;
– peça com estampa floral;
– espadrilles;
– acessórios em azul turquesa;
– bolsa com alças longas para ser usada a tiracolo;
– peças com estampa vichy.

Tá, mas o que não pode faltar no guarda-roupa deles?

– azuis, sobretudo o turquesa e o Klein;
– tons de rosa que lembram o pôr-do-sol;
– t-shirts de gola V;
– listras;
– calças com modelagem mais ajustada;
– camisa xadrez;
– bermudas em jeans e sarja com apelo utilitário.

E na moda esporte, como investir?

A nova estação pede corpos à mostra, e a linha Get Over, de active wear da Renner, traz diversas opções de modelos e cores, com destaque para o pink. Os recortes em telinha
de poliamida deixam a peça  com  uma sutil  transparência e facilitam a transpiração. O cropped t-shirt continua na estação do calor sobre tops alongados ou deixando
a barriga  de fora, dando charme para a caminhada do fim  de semana. Destaque para a linha de camisetas soltinhas no corpo e com silks, ideais para os momentos de lazer.

E quais acessórios investir para o verão 2012?

Os hippies foram a inspiração da coleção anos 70 de bijoux da Renner. Mandalas, head band com aplicações florais, pulseiras de couro e camurça são as peças-chave em tons terrosos e turquesa. Bolsas saddle e com franjas com detalhes vazados a laser acompanham clogs, sandálias de salto grosso e rasteiras com tranças.

O tema Savana foi inspirado nas mulheres casuais e sofisticadas com colares em miçangas nos tons terrosos e pulseiras em metal no estilo ouro velho. Para combinar vale apostar nas sandálias multitiras, nos espadrilles, nas bolsas com detalhes em tressês e tramas, além das com textura de cobra e croco.

Já para as românticas, a Renner criou uma coleção toda delicada de pérolas, laços e pedrarias em tons pastel. Oxford vazado, rasteiras e sapatilhas completam o visual com bolsas pequenas no estilo vintage.

O verão vibrante do color blocking com cores sólidas como coral, azul Bic, vermelho e verde  bandeira invade bolsas, scarpins, peep toes e sandálias com tiras. O visual descontraído é a sugestão do tema Piquenique que mistura estampas vichy, xadrez e florais  em  espadrilles, sapatilhas de tecido e bolsas em  lona.

Nesse verão as bandanas farão as cabeças masculinas e, nos pés, a camurça será imbatível. A novidade da estação fica por conta do cinza que aparece em cintos e sapatos. As cores do verão surgem em peças lavadas, como nos cintos de lona e nos bonés de sarja.

E o que devo apostar para a moda praia?

Entre os temas da coleção, o clima tropical do Rio de Janeiro traz a natureza, as frutas e os florais para compor com listras, vichy e poás em cores vibrantes. As amantes do visual étnico vão desfilar lindas estampas de folhas e plantas exóticas, além de animais típicos das florestas. Os ikats dão um toque artesanal às peças.

O tema Marrakech vai encantar os estilos mais elegantes. Traz modelos de biquínis e saídas de praia que podem fazer bonito numa festa no iate. Os tons azuis harmonizam-se com os aviamentos sofisticados que  fazem toda a diferença.

As peças-chave passeiam entre maiôs estruturados, top  tomara-que-caia com  bojo  torcido, calçinha com  a lateral  drapeada, saídas de praia em  tule, saias  e shorts de lasie (broderie).

 

Agora basta ficar de olho nas novidades do mundo fashion e brincar de misturar tudo! Só tomem cuidado para não ficar over. Muita informação sabe?

Um ótimo começo de semana!

Dá um folloooow rafitos (fb) rafitos(twt).

Cama, mesa e banho..Barba, Bigode e Cabelo!

Hello! Hello!

ABANDONEI, sim! Eu confesso, mas nunca imaginei que a minha vida estaria tãããão corrida e cansativa como está agora. Vale a pena? Às vezes sim, às vezes não.. Complicated.

Enfim, recebi um release beeem bacana para publicar, então, por isso vou publicá-lo, mas claro que vai ter moda junto! AHA! 🙂 (bem no fim, ok?)

A Karsten é uma referência no mercado de cama, mesa e banho. A catarinense Karsten apresenta sua coleção Primavera/Verão 2012 que vem cheia de estilo e refinamento!

Entre as principais novidades, destaque para as listras e grafismos, idealizadas em referências internacionais e também refletidas nos últimos eventos de moda do país, como o São Paulo Fashion Week e Rio Fashion Week.

A Karsten aproveitou algumas das referências do design que marcaram a evolução das décadas. Como os desenhos gestuais a lápis (pencil draw motifs), os desenhos gráficos e formas geométricas que causam um efeito realista. Todas estas inspirações são interpretadas e produzidas com toques atuais e modernos.

O objetivo da coleção Primavera/Verão 2012 é unir o melhor do design e da tecnologia, e seja qual for o estilo, qualquer lugar pode ser transformado em um refúgio de conforto, beleza e bem-estar

Karsten Primavera/Verão 2012!

Cultural Garden vem com um ar artesanal e muito romantismo, a linha Cultural Garden resgata o conceito do simples e feito à mão. As estampas adquirem um resultado visual figurativo, obtido através de desenhos gestuais a lápis. As flores sempre aparecem repaginadas, proporcionando o toque de delicadeza tão desejado da temporada, graças aos tons aquarelados.

  

O Natural Look explora a natureza do oriente com cores marcantes, sendo o bambu elemento presente nesta coleção. Com o visual repaginado e elegante, as estampas trazem elementos da natureza como frutas da estação, pássaros e borboletas, destacando o toque de brasilidade. (ps: A brasilidade está em ALTA!)

   

Arrasando no Contemporary.

Essa coleção resgata o surgimento das imagens digitais, declarando o Pixel como tendência desta estação. A coleção incorpora cada vez mais elementos góticos, com estética contemporânea e misteriosa. A estilização das formas cotidianas e pictogramas trazem também como referências a domestic art (atraente mistura de utensílios de cozinha, pequenos eletrodomésticos e louças, estilizados).

Um mix de humor e fantasia unindo ritmo, cores e grafismos.

  

Chegou o TIMELESS! Contemplando o minimalismo e a praticidade esta linha tem como base tons neutros, brancos e crus. A coleção traz o atemporal, resgatando a ideia de que o básico pode fazer toda a diferença.

                                                

Para arrasar com essas belezuras, a mulher deve ter dentro de si: um ar retrô, chic, moderno, vanguarda, despojado, clássica e pop!

Um bom fim de semana!

Dá um follow aê! facebook !